Logística farmacêutica: quais são os cuidados necessários?

novembro 20 2018

A logística farmacêutica requer cuidados especiais, pois envolve itens extremamente perecíveis e de grande visibilidade para o comércio paralelo. Além disso, sua distribuição deve estar adequada aos requisitos exigidos pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Dessa forma, o agente logístico contratado responde pela integridade da carga, para que os requisitos de qualidade, exigidos pela especificidade desse item, sejam cumpridos durante a sua distribuição, sem onerar seus custos com o transporte.

Com a tecnologia, o setor conquistou um grande avanço, já que por meio de sistemas de gerenciamento, roteirização das entregas e veículos totalmente adaptados, houve uma contribuição significativa para diminuir os riscos e aumentar a confiabilidade na distribuição dos fármacos.

Assim, para garantir a eficiência nessa distribuição, empresas do setor farmacêutico devem optar por transportadoras com essa capacidade de serviço, que atendam, ainda, aos requisitos que vamos especificar neste texto. Confira!

Controle de lote

Esse controle consiste em avaliar os requisitos de transporte pelas características e pelo princípio ativo dos medicamentos e não pelas embalagens, que podem ser parecidas.

O rigor nessa ação requer a implantação de ferramentas que facilitem a identificação, como leitores de códigos de barra e tecnologia RFID (radiofrequência), que, com agilidade e eficácia, efetivam essa conferência.

Condições do veículo

Devem ser tomadas medidas adequadas de conservação nos veículos para que o produto não sofra deterioração e, consequentemente, tenha seu prazo de validade alterado. Elas evitam, ainda, reações nocivas à saúde dos consumidores.

Para isso, é preciso que os medicamentos sejam mantidos a uma temperatura contínua, podendo variar entre 15ºC e 30ºC no caso de produtos mais resistentes, ou em câmaras frias, entre 2ºC e 8ºC, para itens mais sensíveis. Dessa forma, elas não ficam suscetíveis a mudanças bruscas de calor ou resfriamento.

Como no Brasil há grandes variações de temperatura, é impossível fazer esse transporte sem um controle rigoroso por meio da tecnologia. Existem dispositivos integrados aos sistemas de gestão de entregas (TMS — Transportation Management System), que realizam essa função e monitoram as informações sobre a condição das cargas.

Além da temperatura, é preciso considerar outros fatores, como umidade, luz e oxigenação do ambiente durante o  transporte dos medicamentos.

Segurança

Esse é um fator-chave na logística farmacêutica, já que alguns medicamentos podem ser vendidos com facilidade no mercado paralelo e, por isso, são cargas com grande visibilidade para ladrões.

Por isso, é preciso total sigilo no transporte, sem identificação dos veículos, que devem ser equipados com dispositivos de segurança, como roteirizadores, que avisam quando o caminhão sai da rota programada, travas que lacram o baú ao menor sinal de perigo ou emitem alertas sobre o percurso.

Roteiro de transporte

Esse é outro requisito importante, que também está relacionado ao planejamento e ao uso de tecnologia. Além de beneficiar a segurança, estabelecer um roteiro permite que a entrega respeite os prazos acordados, já que o veículo tem um caminho pré-definido, com paradas estrategicamente programadas em horários e locais mais seguros.

A possibilidade de terceirização da logística farmacêutica permite que as empresas mantenham preços competitivos, já que as desobriga a fazer altos investimentos para manter frotas próprias e motoristas capacitados.

Além disso, existem prestadores de serviços competentes e devidamente qualificados com licenças e certificados, que conseguem cumprir com todas essas exigências relacionadas à manipulação, armazenagem e transporte adequado de medicamentos.

O sucesso dessa relação depende do comprometimento da empresa escolhida com a qualidade exigida. Por isso, entre em contato com a Itatibense Transportes: temos essa capacidade técnica e conhecimento de mercado para ajudar você a realizar uma logística farmacêutica eficiente!

Write a Reply or Comment