Como montar uma tabela de frete eficiente?

setembro 28 2018

Durante a greve dos caminhoneiros muito se falou sobre a viabilidade de uma tabela de frete que incluísse, além dos custos com pedágio, a depreciação dos veículos, impostos e outras despesas inerentes ao transporte de carga.

O intuito é conferir embasamento ao transportador no momento da cotação do cliente a fim de que não haja concorrência desleal no mercado, como efeito comparativo entre os tipos de carga e outros transportadores, além da obtenção de um lucro mínimo aceitável.

Para montar uma tabela de frete eficiente é preciso considerar as especificidades de cada entrega, que variam conforme o tipo de carga, tipo de veículo, destino, faixa de quilometragem, despesas fixas (salários de motoristas, impostos etc) e despesas variáveis (combustível, peças, hospedagem, alimentação e taxas de pedágios).

Com a unificação dos valores é possível saber quais cargas oferecem melhor rentabilidade e os valores incididos sobre os insumos, que também poderão ter preços mais estáveis. A seguir, vamos esclarecer do que se trata essa lei e como montar uma tabela de frete eficiente. Confira!

Frete peso

O frete peso pode ser cobrado sobre o peso bruto de uma carga ou o seu peso cubado, isto é, a capacidade de organização da carga no veículo, cuja fórmula é:

peso cubado (kg) = (comprimento x largura x altura) X 300 em kg/m³ (fator que representa 1 metro cúbico).

O resultado de maior valor determina a cobrança do frete, tornando a cobrança mais justa, já que podem existir situações em que a carga é volumosa, porém leve, como o algodão, ou pesado, mas de pequeno volume.

Frete valor

O frete valor é usado principalmente quando a carga é muito valiosa. Para isso, ele é determinado pelo valor da carga contido em nota fiscal, multiplicado pela taxa percentual do seguro Ad Valorem e do GRIS (Gerenciamento de Risco e Segurança).

A contratação do seguro é uma medida obrigatória, que visa proteger a integridade da carga, desde o carregamento até a sua chegada para o cliente final.

Distância

Quanto mais distante for o percurso, mais alto será o custo do transporte, principalmente devido aos preços do combustível e as tarifas de pedágio cobradas.

Destinatário

Se a entrega deve ser feita em locais de difícil acesso ou alta periculosidade pode acarretar despesas extras para a prestação do serviço, como maior taxa de GRIS.

Carga

A exigência pela rapidez na entrega de determinados tipos de mercadorias, quando são perigosas, vivas ou perecíveis, por exemplo, como os cosméticos, requer uma cobrança de frete maior, relacionada a despesas acessórias: embalagens mais reforçadas, profissionais adequados para o manuseio ou adaptação dos veículos.

Taxas

Os impostos cobrados sobre essa atividade são o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), PIS (Programa de Integração Social), COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), taxas estaduais e municipais.

Algumas taxas extras podem ser cobradas conforme a política da transportadora e devem ser acordadas no momento da contratação do frete:

  • taxa de despacho;
  • taxa de restrição do trânsito (TRT);
  • taxa de dificuldade na entrega (TDE);
  • taxa de reentrega;
  • serviço de agendamento de entregas;
  • valor mínimo para transporte.

Utilize uma regra simples para a formação do preço

Ao determinar quais variáveis formarão o preço do frete, o transportador pode utilizar a seguinte fórmula para definir o percentual que será utilizado como índice multiplicador sobre o custo base (encontrada na tabela da ANTT) do frete:

  • Markup = 100 / [100 – (percentual de despesas variáveis + percentual das despesas fixas + percentual do lucro desejado)].

Imagine, por exemplo, que as despesas variáveis de um determinado frete correspondem a 15%, enquanto as fixas 20%, e o lucro pretendido é de 25%. Nesse caso, na fórmula, o resultado será:

Markup = 100 / [100 – (15 + 20 + 25)]

Markup = 100 / 40

Markup = 2,5

Assim, se o frete determinado com a tabela for de R$ 70,00, o preço final com os índices considerados será de R$ 175,00.

Uma tabela de frete permite que o serviço seja precificado corretamente, garantindo a confiabilidade que esse tipo de operação exige.

Agora que você sabe como calcular uma tabela de frete, ajude outras pessoas que ainda fazem esse processo de forma errada, compartilhe este post em suas redes sociais!

Write a Reply or Comment