Você conhece todas as vantagens da armazenagem logística e estoque?

março 20 2018

A armazenagem logística abrange ações integradas na busca por maior agilidade, mobilidade, usabilidade de espaço e praticidade quanto à guarda e à movimentação de produtos.

O objetivo dessas operações é garantir, por meio da parametrização de processos, a eficiência da produção e comercialização de itens, com redução de custos, eliminação de desperdício e otimização de tempo e espaço.

Neste post, trataremos com mais detalhes da armazenagem logística e das formas de implementá-la, bem como suas vantagens e como uma empresa especializada pode oferecer o diferencial necessário para a manutenção da sua organização em mercados competitivos.

Fases da gestão logística em armazéns

A logística de um Centro de Distribuição (CD), ou armazém, não acontece apenas com a chegada da mercadoria e a sua alocação adequada.

Por meio do uso de softwares de gerenciamento de armazéns, veículos automatizados, coletores de dados e outros equipamentos, as empresas hoje podem gerenciar de forma eficiente todas as fases de movimentação da mercadoria em armazéns. São elas:

1. Recebimento

O recebimento da carga é o momento em que os profissionais verificam a quantidade, conforme a nota fiscal, e a qualidade dos itens na conferência dos volumes.

2. Movimentação

O manuseio interno dos itens exige cuidados especiais que minimizem a ocorrência de perdas, principalmente de produtos perecíveis.

Além disso, essa movimentação envolve o uso de equipamentos e máquinas, como empilhadeiras, por exemplo — o que também requer um cuidado específico, conforme normas regulamentadoras de segurança do trabalho, no que diz respeito tanto aos itens quanto aos colaboradores que circulam nos CDs.

3. Armazenamento

Aqui, a guarda temporária deve respeitar as especificidades de cada produto alocado, e precisa ser gerenciada conforme as regras de oferta e demanda por meio de métodos de valoração de estoque, como FEFO (first expire, first out), FIFO (first in, first out) ou LIFO (last in, first out).

4. Separação ou picking

Trata-se da movimentação dos produtos da armazenagem para adequá-los à expedição. Essa é uma fase que requer muito cuidado, principalmente no momento da embalagem.

5. Expedição

Por fim, este é o momento em que o material é pesado e encaminhado para a entrega. Sua eficiência depende da localização do CD — que deve ser estratégica para facilitar a carga e descarga — e do modal de transporte escolhido, para efetivá-la.

Como implementar a armazenagem logística na sua empresa

A armazenagem logística pode ser implementada de duas formas:

  1. por meio de altos investimentos em infraestrutura, com a construção de centros de distribuição que atendam a sua demanda e estejam adequados ao seu processo logístico;
  2. com a terceirização do serviço por empresas especializadas, que oferecem total estrutura de grandes armazéns a custos mínimos de contratação.

As principais vantagens da armazenagem logística

São muitas as vantagens de se ter uma armazenagem logística eficiente, que incluem desde a redução de custos e maior controle dos níveis de estoque até a distribuição dos produtos em tempo de trabalho mais hábil.

Além disso, a armazenagem logística possibilita ainda:

  • picking em lotes de tamanhos variados;
  • melhor utilização de equipamentos, do espaço e da mão de obra;
  • redução de despesas fixas;
  • facilidade do acesso aos itens;
  • aumento de produtividade, com o controle de perdas;
  • melhor atendimento à demanda dos clientes, com o cumprimento dos prazos combinados de entrega.

Vejamos, agora, alguns desses pontos com mais detalhes:

1. Rapidez no atendimento

A aplicação das técnicas de armazenagem logística possibilita o uso de sistemas de consolidação de cargas, o que aumenta a proximidade entre clientes e fornecedores — e com isso, agiliza a produção e a entrega de itens.

Tal rapidez no atendimento, por sua vez, aumenta os níveis de um KPI (Key Performance Indicator) muito importante para o sucesso do negócio: a satisfação do cliente.

Além disso, na armazenagem estratégica do tipo cross-docking, por exemplo, a entrega é consolidada por um ou mais fornecedores em uma única carga, o que pode reduzir ainda o custo do transporte.

2. Redução de custos operacionais

Ao ter um sistema de armazenamento logístico se é capaz de reduzir o capital imobilizado da empresa e evitar o tempo de permanência dos produtos no estoque, além do desperdício e despesas desnecessárias em decorrência da perecibilidade dos itens.

Dessa forma, o custo de manutenção diminui — bem como, consequentemente, os custos de transporte. Afinal, se a armazenagem é eficiente e a empresa realiza uma distribuição compartilhada, evita-se a movimentação de cargas fracionadas por grandes distâncias, o que também reduz os custos logísticos, principalmente da manutenção de estoque.

3. Gerenciamento eficiente

Resumir a movimentação interna nos CDs significa, é claro, mais eficiência operacional, tantos nos centros de distribuição quanto nos veículos de transporte. E essa eficiência se reflete no gerenciamento, com a tomada de decisão facilitada por processos fluídos e a diminuição de ocorrência de imprevistos.

Assim, uma administração eficiente, por meio de ferramentas gerenciais, garante maior controle de processos e reforça um ciclo virtuoso que recomeça com a eficácia produtiva da empresa.

Diferenças entre armazenagem logística e estocagem

Como dissemos, a armazenagem abrange a guarda de produtos prontos para entrega e é fundamentada por uma distribuição eficiente que atenda às demandas do mercado, com agilidade e flexibilidade nas operações.

Isso envolve custos de manutenção e movimentação por meio de um controle mínimo exigível para reduzir essas despesas, a fim de que não sejam oneradas aos clientes altos valores de transporte de carga, seguro de mercadoria, entre outros custos.

Quanto ao processo de estocagem, segundo alguns, ocorre a guarda exclusiva de matérias-primas. Esse conceito, porém, é contraditório, já que muitos gestores não delimitam o estoque dessa forma — apenas produtos in natura ou semiacabados, mas também contendo itens para a entrega.

Nesse sentido, uma conceituação mais acertada define a armazenagem como a guarda dos muitos estoques de uma organização, que envolve mais dinamismo na elaboração de estratégias em todas as fases explicadas anteriormente, numa guarda rápida dos produtos até a sua distribuição, e abrangendo um conceito mais objetivo de estrutura física.

Assim, um modelo eficaz de Supply Chain Management deve incluir maneiras de aumentar a produtividade em todas as etapas logísticas descritas até aqui, além da execução de um planejamento estratégico que equilibre oferta e previsibilidade de demanda e uma relação que contemple vantagens junto aos fornecedores, a armazenagem logística dos produtos e sua entrega e devolução conforme satisfação do cliente.

Nesse momento, é importante implementar parcerias com empresas que compartilham dos mesmos valores, e que sejam comprometidas com resultados organizacionais e financeiros para auxiliar na sua estratégia de armazenagem logística.

A Itatibense oferece armazéns com uma infraestrutura completa, localizados estrategicamente na região metropolitana de Campinas, com operações de armazenagem logística de alta performance e qualificação para toda a sua cadeia de suprimentos — desde a coleta nos fornecedores, armazenagem, movimentação interna, distribuição e logística reversa.

Então, se gostou deste artigo, entre em contato conosco e conheça melhor todos os serviços que oferecemos para a manutenção da sua competitividade no mercado!

Write a Reply or Comment